Alunos de Santo André com problemas de visão recebem óculos gratuitos

Parceria da Prefeitura com o Rotary beneficiou estudantes com entrega de lentas corretivas e encaminhamento para tratamento

 

óculos
Alunos da rede municipal de ensino são beneficiados com doação de óculos. Foto: Divulgação/PSA-Helber Aggio

 

A vida ganhou novos contrastes neste domingo (11/11) para 266 alunos da rede municipal de ensino de Santo André. Matriculados no primeiro ano do ensino fundamental, eles compareceram ao Camp Piero Pollone, no Jardim Ana Maria, acompanhados dos familiares, para retirar os óculos gratuitos fornecidos pelo programa Educando com Visão. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Santo André e o Rotary Club Santo André Norte.

O programa tem como objetivo melhorar a qualidade de vida dos alunos, por meio da resolução dos problemas oftalmológicos que, inclusive, podem impactar no desenvolvimento do estudante na escola. “A grande maioria das crianças aqui nem sabia que tinha problema de visão. Às vezes, o aluno vai mal na escola não porque não tem capacidade de aprendizado, mas porque não está enxergando direito”, afirma o presidente do Rotary Club Santo André Norte, Luiz Antonio Pirola.

Desde a sua criação, em 2004, até o ano passado, mais de 4 mil crianças passaram por exames oftalmológicos do programa. Neste ano, 480 alunos compareceram a três mutirões de exames, realizados no Centro de Especialidades I, na avenida Ramiro Colleoni. “Essa é uma parceria da Prefeitura com o Rotary que tem dado certo, com um impacto muito positivo na vida dessas crianças. Os exames realizados nos mutirões identificam até casos que necessitam de tratamento mais específico”, afirma o vice-prefeito Luiz Zacarias.

Nos mutirões, os alunos cuja necessidade de óculos era comprovada, já puderam escolher a armação. Além disso, aproximadamente 80 alunos foram encaminhados para tratamento com especialistas e receberão, se for o caso, óculos futuramente.

O programa começa nas escolas, com atenção redobrada dos professores em sala de aula e realização do teste de Snellen (identificação de letras a distância) na própria unidade. Em casos de suspeita de algum problema visual, os alunos são encaminhados para o mutirão. A Prefeitura fornece transporte para a criança e o acompanhante.

óculos
Parceria entre Prefeitura e Rotary tem ajudado estudantes de Santo André. Foto: Divulgação

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*