Acisbec estima aumento de 8% nas vendas no Dia das Mães

 Resultado empata com a estimativa do ano passado e é a aposta do lojista para a data que é considerada a mais forte para o segmento

 

dia das mães
Dia das Mães vai aquecer vendas e aumentar faturamento do comércio local. Foto: Divulgação

 

O Dia das Mães, que neste ano será comemorado no domingo da próxima semana (12/04) deve aumentar as vendas no comércio de São Bernardo em 8%. O resultado empata com a estimativa do ano passado e é a aposta do lojista para a data que é considerada a mais forte para o segmento, depois do Natal. A previsão é da Acisbec (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo) que também destaca que o lojista lance mão de ferramentas para atrair os consumidores ao longo da semana que antecede a data.

Mesmo que seja uma pequena lembrancinha, o consumidor vai às compras porque a data tem um forte apelo comercial e mexe com o emocional de todos”, explica Valter Moura, presidente da Acisbec . De acordo com Moura, o consumidor ainda está preocupado com o desemprego e compra apenas o que é necessário.

Para o dirigente, o desempenho nas vendas não é creditado apenas à data comemorativa. “Há uma combinação de fatores específicos como o processo de normalização do ritmo na atividade varejista, além da chegada de uma temperatura mais baixa que estimula vendas em alguns segmentos”, disse.

Apesar das projeções, há ainda incertezas. “A instabilidade no âmbito político precisa ser superada por meio da implementação das reformas necessárias”, indica Moura.

No entanto, a data é considerada uma oportunidade para elevar as vendas. Para aumentar ainda mais as emoções que afloram nessa época, o comerciante deve apostar em propagandas incentivadoras e datas como essa são ideais para o investimento nessas ações de marketing diferenciadas.

De acordo com a Acisbec, os segmentos que devem puxar as vendas seguem a tendência das pesquisas tradicionais que apontam os melhores resultados para o ramo de confecção, eletroeletrônico, perfumaria, floricultura e calçados. Acessórios e cosméticos também devem apresentar bons números.