Acidente dentro da Metalúrgica Formigari de Mauá mata funcionário

Engrenagens da máquina da empresa na qual um auxiliar de mecânico trabalhava fizeram um movimento de rotação e a cabeça da vítima foi prensada

 

Acidente dentro da Metalúrgica Formigari de Mauá mata funcionário. Foto: Reprodução/ Google Maps

 

Um auxiliar de mecânico, de 55 anos, morreu na noite desta quinta-feira (30/01), dentro da empresa Metalúrgica Formigari, que fica na Avenida Papa João Paulo XXIII, em Mauá.

Testemunhas informaram que a vítima estava operando uma prensa e, em determinado momento, rompeu a barreira de segurança da máquina para pegar algumas peças.  As  engrenagens da máquina fizeram um movimento de rotação e atingiram a cabeça do mecânico, que foi prensado.

A autoridade policial compareceu ao local dos fatos junto com uma equipe da perícia. A ocorrência foi registrada como morte suspeita (morte acidental) no 1º DP (Distrito Policial) de Mauá e encaminhado ao 2º DP do município. O delegado responsável pela ocorrência é Alexandre Magno Siqueira.

Até o fechamento da reportagem, o ABCD Jornal não conseguiu localizar representantes da empresa para falar sobre o assunto.

10 Comentários

  1. Por obrigação da empresa baseada na norma de segurança NR 12, a maquina deveria estar enclausurada de, de forma que no momento que o operador adentrasse a área de funcionamento da máquina, a mesma seria imediatamente desativada interrompendo o funcionamento da mesma. Falha no sistema de segurança ou até ausência dele.

    • Trabalhei la. A
      Máquina não possuia esse sistema. Todos sabiam do perigo. A nova gerência é negligente e inesperiente.

    • Sim Anderson, com certeza, porém a empresa não vai dizer que o erro foi dela. E sim como a reportagem já mencionou, passou a barreira de proteção.

      Como se um mecânico de prensa ou qualquer outro funcionário não precisasse adentrar em máquina.

      Faltou uma série de fatores, o principal, gestores da área, ou o canal que trouxe a informação, abreviou.

    • É preciso ser melhor investigado,se a máquina tem um sistema de tecnologia na mesma sertamente deveria ser desligado automaticamente é preciso saber que tipo de sensor era utilizado.

  2. Mais um trabalhador que lamentavelmente perde a vida num acidente de trabalho… meus sentimentos a familia…e o governo reduzindo as normas de segurança em 90%, fora a nova reforma trabalhista. Meti a empresa em q trabalho na justiça por seqüela de acidente de trabalho e além dela me indenizar, me reintegrar terá q me aturar até eu me aposentar (e eu a ela). Trabalhador se cuide pq nem governo e nem patrão estão pouco se lixando pra nós…não passamos de números apenas e nada mais…somos perfeitamente substituíveis …se cuide pelo seu maior bem a sua família, ela é a única que vai chorar a sua morte!

  3. Como o comentário de algumas pessoas é altamente técnico né? Atendi essa empresa por muitos anos e sei o cuidado que eles tem com os funcionários e principalmente a segurança de qualquer pessoa que entra nas áreas de risco, infelizmente, fatalidades acontecem. Como atendo diversas empresas do mesmo segmento, sempre vejo alguns acidentes acontecendo, por excesso de confiança dos funcionários, ou seja, o colaborador acaba se colocando em risco, por se achar altamente capacitado e “mais” rápido que as máquinas.
    Infelizmente, muitas vezes isso é fatal.
    Meus sentimentos a família e para aqueles que julgam, que reflitam antes de comentar qualquer coisa.

  4. Trabalhei nessa empresa 1 ano, de 2016 a 2017 e nesse período três companheiros perderam dedos das mãos, a empresa não tem segurança nenhuma, e o gerente da empresa o Sr José Carlos é incompetente e não tem respeito algum pelos trabalhadores que ali trabalham

Comments are closed.