A pedido de Orlando Morando, vereadores cancelam aumento salarial

Decisão ocorreu após reunião entre o chefe do Executivo e a bancada governista

 

Orlando Morando e vereadores decidem revogar aumento salarial na Câmara. Foto: Divulgação

 

 

A pedido do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, os vereadores cancelaram o pedido de reajuste em seus salários. A medida foi anunciada nesta terça-feira (17/12), após reunião com o prefeito e a bancada governista, que é composta por 17 dos 28 representantes municipais na Câmara.

Na semana passada, durante sessão ordinária, por meio de acordo de lideranças (por unanimidade), os vereadores aprovaram reajuste em seus pagamentos mensais, além de pagamento de 13º salário. De imediato, o prefeito Orlando Morando anunciou veto ao 13º salário, atribuição que poderia ser conferida. O aumento nos pagamentos dos parlamentares cabia exclusivamente aos vereadores.

“Eu me reuni hoje com 17 vereadores da bancada de sustentação e fiz um apelo para que eles voltassem atrás na decisão de atualizar o próprio salário e eles aceitaram”, comentou o prefeito Orlando Morando.

Após a reunião, o prefeito Orlando Morando publicou um vídeo em suas redes sociais, detalhando o alinhamento e o teor com os representantes da bancada governista. Além disso, agradeceu a desistência em torno da medida.

A bancada de sustentação é formada pelos vereadores: Juarez Tudo Azul, Samuel Alves, Pastor Zezinho Soares, Toninho Tavares, Ary de Oliveira, Almir do Gás, Pery Cartola (estes PSDB), Fran Silva e Ivan Silva (SD), Martins Martins, Jorge Araújo e Eliezer Mendes (Podemos), Bispo João Batista (Republicanos), Aurélio de Paula (PTB), Reginaldo Burguês (PSD), Estevão Camolesi (Cidadania), Gordo do Adega (PCdoB).